Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Pelo jeito somente Mark Ruffalo, pai de uma menina, e interprete do Hulk, tem cérebro no meio do grupo de homens contratados para interpretar os primeiros Vingadores da Marvel nos cinemas. Em entrevista recente durante a turnê de divulgação de Era de Ultron, coisa que você já deve ter ouvido falar, Jeremy Renner e Chris Evans deram declarações escrotamente machistas acerca da personagem vivida por Scarlett Johansson, Viúva Negra. Na entrevista o repórter questiona os dois sobre a relação da personagem com diversos componentes do grupo, ao que Renner responde com “Ela é uma vadia”. Evans vai além, e diz que a resposta dele seria similar, que ela é uma vagabunda que vai flertar com todo mundo. Depois da entrevista que teve uma imensa repercussão negativa os dois, provavelmente, foram convidados pela Disney/Marvel a se desculpar. Mas essas desculpas foram verdadeiras? Eles reconheceram o erro? Ou falaram só da boca pra fora?

A opção mais acertada é a terceira, eles falaram da boca pra fora (e precisam urgentemente trocar uma ideia com Ruffalo sobre como não ser um idiota). Essa semana Renner foi novamente entrevistado, dessa vez por Conan O’Brien, e defendeu sua “piada” dizendo que, apesar de estarmos tratando de uma personagem fictícia, se você, eu, ou ele, dormíssemos com quatro dos seis vingadores, nós seriamos vadias. Não, Renner, não seriamos. Primeiro porque não existe nomeação equiparável para taxar um homem que come todo mundo de forma agressiva. Galinha? Não. Tarado? Piorou. Segundo porque qualquer macho alfa de respeito é amplamente elogiado quando cobre várias fêmeas (usando um linguajar que talvez algumas pessoas entendam melhor, já que o negócio aqui é ser cavalo).

Por que as mulheres são vadias e os homens não? Por que o Homem de Ferro é um homem modelo ao passar o rodo em todas as mulheres e a Viúva Negra fazendo o mesmo com os homens é errado? Porque nós vivemos numa sociedade machista, onde homens tem gerência sobre seus corpos, podem fazer o que bem entendem, e as mulheres não.  Slut shamming, porn revenge, uma quantidade infindável de xingamentos, elogios do tipo “mulher pra casar”, “mulher de família”, “mulher decente”, “mulher de respeito”, além de ditos como “mulher no volante perigo constante”, “piloto de fogão”, “dona de casa”, não deixam dúvidas de que mulher, quando não está servindo o homem, mas sim a si mesma, não presta. Se não está me servindo é vadia, se não está me servindo é um lixo humano, se não está me servindo é espancada e morta, se não está me servindo merece ser estuprada, se não está me servindo eu bato com a cabeça dela DOZE vezes no chão, disparo CINCO tiros nela e ganho apoio de milhares.

A Disney tem que instruir melhor seus contratados, pois enquanto só o monstro Hulk questiona porque suas filhas não conseguem encontrar pra comprar as bonecas da Viúva Negra, caras como Renner, Evans e Downey Jr., servem de modelo para diversos garotos que consomem esses produtos e vão tratar as mulheres como vadias descartáveis, porque os babacas acharam que era legal falar babaquice pro mundo inteiro ver e ouvir.  Em tempo: é importante lembrar que o Homem de Ferro, por exemplo, é um alcoólatra espancador de mulher, que traiu todas as mulheres com as quais se relacionou, sendo que uma delas se matou por causa do relacionamento doentio com ele, mas sobre isso ninguém vai falar, não é mesmo? Quer ser idiota? Seja idiota no seu quarto, trancado, guarde pra você, caso não consiga repensar atitudes e vislumbrar um mundo melhor com igualdade de gênero.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.