Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Mais uma vez a Apple anuncia aquelas “novidades” em sua feira, produtos mais caros e tudo de novo, sem nada de novo. Entendeu? Por fim, bem no fim, os senhores do U2 brindaram a platéia com uma música e anunciaram que seu novo álbum, “Songs of Innocence”, estará disponível gratuitamente no iTunes, em seus 119 países, para mais de 500 milhões de usuários (uma bela maneira de conseguir mais). O lançamento é exclusivo, então você é meio que obrigado a ter o sistema.

O “engraçado” de tudo isso? U2, uma banda que curto bastante, é conhecida pelo seu ativismo, por defender diversas causas, mas fecha parceria com uma empresa envolvida nos mais diversos escândalos relacionados as condições de trabalho em suas fábricas chinesas (mas que sempre usa a desculpa da terceirização pra se defender). Eles deveriam, então, pegar esse dinheiro e investir de volta na Apple, mas para melhorar as condições dessas pessoas, coisa que deveria ser função da segunda marca mais valiosa do mundo.

Fica foda ter confiança que as coisas vão melhorar quando mesmo quem diz tentar fode a causa, mais irônico ainda é associarmos isso tudo ao nome do álbum. Claro que o buraco é mais embaixo, e depende do governo chinês, eles são os maiores culpados, mas o engajamento da banda U2, na proporção que tomou, não permite esse tipo de deslize. De qualquer forma, se você ainda quer ouvir álbum (e não pegou um certo nojinho, como eu), tem até dia 13 de outubro para pegar ele na faixa.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.