Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


O TEXTO CONTÉM SPOILERS DOS EPISÓDIOS EM QUESTÃO

Olar! Meio atrasado por aqui, mas a cobertura do Animextreme me consumiu um pouco, malz. Ouvi dizer que vocês estão bastante preocupados com os Lobos, com quem eles são e com o que eles podem fazer, e eu respondo a preocupação de vocês com uma pergunta: vocês acham que um grupo de pessoas desorganizadas como eles, desprovidos de qualquer estratégia, teria alguma chance contra qualquer um dos grupos que Rick e seus amigos enfrentaram até agora? A resposta é muito simples, e ela é não, sendo assim não têm chance contra Mr. Grimes. Não é um spoiler, é apenas óbvio. Os Lobos são uma transição para o pior, e o pior, acreditem, está por vir. Muito pior do que vocês possam imaginar, muito pior do que qualquer coisa que ocorreu até agora. E não é sempre assim?

Pensem nos Lobos como um aperitivo, uma entrada para o um fodaçaralho prato principal, que vai foder a sua mente de uma forma tão fodida que você não vai conseguir mais raciocinar, e você vai gostar de ser ferrado assim, dessa forma, miolos no chão de tanta tensão. Por que tanto palavrão? Se o deus da televisão for justo vocês vão entender. Vai ser foda. Mas vamos aos episódios:

JSS:

Eu detesto roteiros que dão muito foco a crianças/adultas, mas crianças do apocalipse são um tanto diferentes, não é verdade? Excelente episódio, onde vemos mais uma vez que Carol é a substituta de Andrea na fodacidade, já que, se você me acompanha por aqui, sabe que a personagem ainda está viva nos quadrinhos (eu acho, parei de ler, mas pelo menos nesse ponto ela está). É verdade que os métodos de Carol se assemelham muito mais aos da Michonne nos quadrinhos, mas essa segunda vem aos poucos ganhando o espaço devido e passou a ser outro dos braços de Rick, mais próxima em suas operações. Carol auxilia na proteção de Alexandria, distante.

E, como sou critico daqueles que desmerecem a série, mesmo que a segunda e terceira temporada tenham sido um completo lixo se o roteiro for comparado com a HQ, esse é um ponto em que ela se sobressai aos quadrinhos, mais um. Já que lá parece que tudo é muito próximo, dois palitos e você está de volta em casa, na série não, tudo é muito mais palpável no que diz respeito a distância e tempo. Mais um ponto para Robert Kirkman, que assumiu e desmontou a série a partir do meio da terceira temporada e arrumou ela de vez na quinta.

É em JSS, também, que Morgan descobre que não existe escolha, ele precisa e deve matar. Sua escolha de deixar os poucos Lobos que sobraram irem embora, inclusive, pode e vai custar caro. É em JSS que o padre resolve pedir desculpas pra pelo menos uma pessoa depois de quase matar todo mundo. É em JSS que o Carl está menos chato que o usual, mas quase faz merda como sempre. É em JSS que outra importante personagem é introduzida, a médica Denise. E é em JSS que o segundo relacionamento homossexual da série parece ter sido desmanchado na mesma velocidade do primeiro. Ou seja, o episódio é um excelente pano de fundo para muita coisa que se desenha no presente e no futuro.

Lennie James as Morgan Jones and Melissa McBride as Carol Peletier - The Walking Dead _ Season 6, Episode 2 - Photo Credit: Gene Page/AMC

Foto: Gene Page/AMC

JSS: 93_pontos

Thank You:

Os descontrolados Lobos invadiram e causaram o terror em Alexandria, mas, como alguns podem ter notado, eles são apenas cães raivosos. O problema da invasão é, de fato, a buzina do caminhão e as pessoas que Morgan deixou fugir. Será que todas elas foram mortas por Rick na cena do trailer? Eu acredito que não, e dou certeza pra vocês de que as lideranças do grupo não estavam ali. Apesar disso, como já disse, são cães raivosos, eles podem até causar estrago, mas nada que seja relevante para um grupo organizado. O problema é a buzina.

A buzina vai, querendo ou não, atrair os zumbis, e mesmo que Rick, Daryl, Sasha e Abraham contornem o estrago, parte deles vão chegar em Alexandria, e a muralha da cidade, em expansão, possivelmente não aguente a pressão dos corpos podres em alguns setores. Mas vamos pensar além: a buzina, em um mundo em que o único barulho vem de gemidos dos mortos, alcançou fácil os ouvidos do grupo que Rick levou para guiar a horda, eles estavam por volta de 8km distantes de casa. Os tiros também foram ouvidos. Vários sinalizadores foram lançados na operação. E eu não sei se vocês estão entendendo onde eu quero chegar, mas, pra mim, parece óbvio que se eles encontraram outras pessoas antes, e encontraram os Lobos agora, é preciso pensar que outros podem estar por perto. Pessoas boas, pessoas ruins, as duas opções. E, como sempre, Rick e seus comandados deveriam ter pensado mais.

Mas e o Glenn? Será que ele morreu? Eu realmente espero que não, e acho que não. É um personagem muito importante para ser descartado dessa maneira, e penso em algumas possibilidades para que ele se salve:

  • As tripas do Nicholas vão camuflá-lo como já vimos ocorrer antes e ele vai se esconder embaixo das lixeiras (é, pra mim não era ele que estava tendo as entranhas reviradas ali);
  • Um personagem importantíssimo para sequência da história irá aparecer e salvá-lo;
  • Todas as alternativas anteriores.

Ou será que um novo personagem importantíssimo irá salvar o Rick? Dúvidas e especulações a parte, a série está mantendo o nível da quinta temporada e pela segunda vez, desde o início, sua avaliação subiu no IMDB, sendo que o primeiro episódio, pra mim, é claramente o pior até agora. Enquanto o quarto não vem vocês podem conferir cenas dele logo abaixo, mas eu já adianto que, se vocês estão ansiosos para terem dúvidas respondidas, ele é um episódio de flashbacks sobre o caminho de Morgan até Alexandria, bacana né?

thewalkingdeadthankyou00

Thank You: 100_pontos

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.