Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


E aí, vai boicotar a EA? Vai parar de jogar Fifa? Vai parar de jogar UFC? Vai parar de jogar Need For Speed? VAI PARAR DE MONTAR FAMÍLIA PERFEITA EM THE SIMS? A família tradicional pira o cabeção, porque agora tudo pode não apenas no jogo base de The Sims 4, mas também em todos os DLCs já lançados para o game.

Você poderá utilizar não penas roupas e acessórios de mulheres em homens e roupas e acessórios de homens em mulheres, mas também poderá aplicar características de um em outro, como seios, jeito de andar e entonação vocal. A atualização é GRATUITA, e é um tapa na cara de uma indústria repleta de problemas na parte interna e externa, que recebe cada vez mais respostas avessas do seu público, cada vez mais diverso, a sua constante postura repulsiva em corroborar com seus funcionários discriminadores e seus jogadores tóxicos.

Numa semana em que a DC demite um desenhista brasileiro que culpabiliza vítima de estupro e concorda com ideias do candidato mais criminoso e podre desse país, ela fica ainda mais completa de ótimas notícias. São iniciativas como essas que deixam claro que é possível mudar a situação com mobilização e dão o fôlego necessário pra que continuemos lutando.

The Sims 4 passa a ser, de fato, o primeiro jogo da história a atender o mundo como ele é, The Sims 4 passa a ser o primeiro jogo da história que empodera todas as pessoas sem distinção de gênero, sexo, etnia, massa corporal, religião… É uma bela oportunidade de criar um mundo perfeito, não? Talvez, quem sabe, esse jogo seja um veículo de aprendizado para gente que ainda insiste em não enxergar as demandas de pessoas como mulheres e homens trans, ou pessoas não binárias, ou pessoas que transitam entre um gênero e outro, mas será que os pais e mães vão deixar essas pessoas jogarem The Sims 4 agora? Eu espero que sim. Estamos precisando de mais atitudes como essa, a exemplo da Riot que já faz um bom trabalho no dificílimo ambiente de League of Legends, cheio de machistinhas criminosos. Parabéns a EA (apesar da EA Brasil ter colocado sexo e não gênero no título abaixo, tinha que ser HUEBR), e parabéns a Maxis, sempre certeira!

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.