Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Relacionamento pela internet, quem nunca? A internet é hoje, embora algumas pessoas teimem em discordar, um meio de interação social como qualquer outro, ela faz parte de nossas vidas tanto quanto um barzinho, uma festa, um curso, uma reunião… Você é o que é em qualquer lugar, até mesmo na internet. E por mais que algumas pessoas digam que “na internet eu posso ser o que eu quero”, isso não é um fato, pois a internet é um complemento de nossas vidas, e negar isso pode muito bem fazer parte de algum transtorno de ordem psicológica, é bom procurar um especialista, mesmo porque ela pode ser usada para mascarar coisas “simples”, como a timidez.

Todos os meus últimos relacionamentos começaram, de alguma forma, por vias virtuais, até mesmo pelo “Terra Chat”, e possivelmente este site aqui não existiria sem um dos canais de interação mais bagaceiros deste país. Em uma história digna de “Cat Fish”, aquele programa/filme sobre pessoas que vão conhecer seus relacionamentos virtuais, “The Heart Machine” traz um caso aparentemente grave desse tipo de relacionamento, onde uma das pontas começa a ser atormentada por alguém que em momentos parece nem existir, entrando numa crise de paranoia e obsessão. Seria a menina uma criação da mente do rapaz? Seria o rapaz vitima de um caso bizarro de dupla identidade, ou até mesmo de um golpe? A busca pela “verdade” pode ser doentia, pode ser entristecedora, pode devastar vidas.

A internet, muitas vezes, é a máscara conveniente para quem não  pode ser o que é na vida real, por diversos motivos, que podem ser advindos de construtos sociais taxativos, ou até mesmo de situações mais graves, como é o caso de alguns pedófilos que atuam apenas através de meios virtuais. Tudo na internet é bem real, e negar isso pode ser um grande erro. Os compromissos são reais, os sentimentos são reais, as pessoas são reais, o mundo é o mesmo, somente o meio de interação é diferente. Confira o excelente trailer do filme indie, que foi fundado através do Kickstarter, no player abaixo.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.