Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Sim, está confirmado, depois de especulações e mais de uma década de hiato pós Mezmerize/Hypnotize, a banda que é considerada frequentemente a melhor dos anos 1990 vai lançar novo álbum.

Boatos surgiram depois que o baixista Shavo Odadjian fez uma série de posts em sua conta no Instagram com fotos que aparentavam ser da banda em estúdio com as hashtags: #systemofadown e #letsdothis, agora, dois meses depois das fotos, o baterista John Dolmayan confirmou a Kerrang que System of A Down está sim trabalhando em um novo projeto há seis meses!

#systemofadown #letsdothis

Uma foto publicada por Shavo O (@shavoodadjian) em

4.3.2.1….. :). #systemofadown #letsdothis

Uma foto publicada por Shavo O (@shavoodadjian) em

#systemofadown #soad #letsdothis

Uma foto publicada por Shavo O (@shavoodadjian) em

E já há agenda para 2017 quando eles serão headliners no Download Festival e outros tantos festivais na Europa, sendo o primeiro show marcado até agora para 1 de junho em Zurique. Além disso, Dolmayan revela que já existem, no momento, 15 músicas escritas para o novo álbum e que a intenção deles é que todos os componentes da banda estejam a bordo e se sentindo bem.

A fala, é claro, não é nada estranha aos fãs de System of A Down que sabem muito bem das tretas que a banda vive fora dos palcos, todas elas voltadas a Serj Tankian e sua resistência em querer realizar trabalhos novamente com eles. Tankian é, na minha opinião, um tanto quanto arrogante em suas avaliações, mas é claro que parte dele uma escolha, haja vista que se ele quer continuar solo, bem, foda-se; mesmo porque todos os outros componentes têm projetos solo bacanas, como, por exemplo, Scars on Broadway do fenomenal guitarrista Daron Malakian (que é um alento pra quem é fã de System e precisa de algo que seja tão massa quanto).

E sobre como será o álbum Dolmayan disse o seguinte a Kerrang:

Nossa habilidade de tocar está melhor do que nunca esteve e nós estamos tentando coisas novas. Não estamos tentando fazer um Toxicity Part II só porque é de longe o nosso álbum de maior sucesso. Isso precisa ser algo para uma nova geração de fãs de System of A Down, e para que todos vejam que não estamos descansando sobre nossos louros.

Eu só espero que, além de querer conquistar uma nova geração, eles procurem também agradar seus fãs mais fiéis (tipo eu), nem que seja um pouco, e não precisa ser muito exatamente porque eu entendo a necessidade de se inovar e seguir em frente (só não pode virar Chinese Democracy). Mas e aí, considerando tudo isso, empolgadas e empolgados?

Fonte: Alternative Press.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.