Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Dos sul coreanos que trouxeram a trilogia da vingança, o fantástico I’m a Cyborg, But That’s Ok (Chan-wook Park), The Host e Mother (Joon-ho Bong); conheçam o fantástico Snowpiercer (O Expresso do Amanhã), com Park na produção e Bong na direção e roteiro.

O filme pós-apocalíptico, coisa que tá na moda, aborda uma situação onde, para conter o aquecimento global, uma substância é desenvolvida e lançada na atmosfera. Logicamente tudo dá errado e o planeta entra numa era glacial.

Um “bacana” surge com uma solução providencial, enfiar todo mundo no seu projeto maluco. Um trem que cruza o mundo todo e que nunca para, nele se produz todo o necessário para continuidade de um meio ambiente completo, só assistindo pra entender.

O projeto já estava pronto e vinha sendo fabricado antes do acontecido, o que faz pensar que tudo não passou de uma atitude insana e proposital (a de congelar o planeta), mas isso fica a critério de quem assiste. Interpretações podem ser várias.

É engraçado como o filme lembra bastante o animê Attack on Titan, do qual já falei aqui. As pessoas/classes sociais, nesse caso, não são divididas por muralhas, mas sim por vagões, e a ameaça não são gigantes e sim o frio congelante do lado de fora (além dos conflitos internos, como no animê).

É uma ficção com ação ininterrupta e visualmente deslumbrante. O grupo de atores é sensacional, temos o Chris “Capitão América” Evans, a Tilda Swinton (que está irreconhecível e matando a pau como sempre), Jamie Bell (que vai ser o Coisa no novo quarteto fantástico), Kang-ho Song (quem acompanha cinema sul coreano conhece esse cara muito bem, ele é foda) e o excelente Ed Harris.

Snowpiercer é uma parceria entre Coreia do Sul, Estados Unidos, França e Republica Tcheca e traz todas essas línguas a bordo de um trem, bem como atores dessas nacionalidades. Mas com certeza, apesar do filme ser quase todo em inglês, as características inegáveis, e a genialidade, do cinema sul coreano estão ali. Características que Hollywood perdeu e muito, faz algum tempo.

Abaixo o trailer:

 

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.

Snowpiercer (O Expresso do Amanhã)
Quantos brigadeiros vale esse filme:
10Nota
Nota do Leitor: (1 Voto)
10.0