Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


A Shape Magazine recentemente deu um exemplo de como os padrões de beleza são agressivos, até mesmo quando, supostamente, uma matéria quer fazer o bem, ela não faz. A mídia, nos seus mais diversos meios, quer vender sem “ofender”, quer mostrar exemplos, mas fazendo cafuné.

Material ofensivo. O que é ofensivo? A verdade? Isso acontece muito também com crianças, que nunca podem ver nada e são usadas como desculpa para censura “É ofensivo para as crianças e para a família brasileira, por isso vamos tirar fora de todos os lugares”, claro, porque te convém, por que você acha que a sua verdade é maior que a dos outros e que a sua realidade é única, mas isso é assunto para um outro momento.

No caso em questão a moça foi convidada pela revista para contar sua história, e fazia parte de sua história uma foto de biquíni que a revista não quis publicar. Eles queriam uma foto em que ela estivesse de camiseta, pois segundo eles as histórias de sucesso da revista tinham fotos de antes e depois com meninas assim. Abaixo uma foto que prova o contrário:

 enhanced-5374-1399401308-16

A menina era obesa mórbida e isso gerou flacidez; e, logicamente, na perda de peso, lá estava a pele flácida pendurada.

enhanced-1529-1399393723-11

O que a revista queria mostrar? O que todos os canais de mídia mostram, uma gorda que ficou magra, com todo preconceito que isso carrega, com todo padrão de beleza que isso carrega, e sem os pormenores do processo. A mentira. A história pela metade e que o leitor quer ver, porque o leitor não quer ser chocado. O leitor teve seu cérebro lavado.

A barriga flácida fazia parte da história de luta contra o peso, contra uma condição que a estava deixando doente. Não era apenas uma vontade de ficar “bonita”, pois o que é bonita? A beleza para um pode não ser a beleza para o outro.

Ela revelou essa história para o mundo e depois de toda polêmica gerada, a revista “aceitou” publicar a tal foto e contar, integralmente, a sua luta.

Quantas vezes a Shape Magazine escondeu histórias para vender uma realidade que não existe?

Antes fosse só a Shape Magazine.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.

Sobre o Atendente

Coordenador e gerador de conteúdo
Google+

Militância pé na porta! "Às vezes está louco na problematização". Cru. Somente a verdade, nada mais que a verdade. Já foi ignorante e às vezes pensa que é inteligente. Viciado em: consumir informação, alguns jogos, música e sexo. Se formou DJ e Produtor Musical pela AIMEC, não era o que a família queria. Preza por água de boa qualidade (não me venha com Crystal), bem como cerveja (não me venha com Skol). Cozinha muito bem e não come animais. Mora no Cubo Mágico, QG de operações localizado em Porto Alegre, mas é mineiro e come pão de queijo enquanto ainda tiver. Torce para o Palmeiras: "Ninguém é perfeito". Idealizador, fundador, pica das galáxias e rei do universo. Obrigado, de nada.

Lanches Similares