Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Project Cars tem sido a maior promessa de simuladores de corrida desde, sei lá, acho que desde GRID e Assetto Corsa, no caso, Assetto é mais simulador do que GRID. Tem outros além de Assetto, mas nem ele, nem os outros, e nem GRID, nunca tiveram a hype que está acontecendo em torno de Project Cars, um jogo que, inclusive, será lançado em TODAS as plataformas. De qualquer forma existe uma inclinação dos desenvolvedores do jogo pro lado da Sony nos últimos reports, já que as imagens dele para PS4 estão muito mais polidas e eles tem propagado isso bastante, e vão estar na conferência da mesma empresa na Gamescom, como já noticiamos aqui.

No início a coisa toda parecia extremamente amadora, visto que o site de Project Cars era bem tosquinho e pouco se sabia sobre o jogo, mas o trabalho deles tem ficado cada vez mais impecável e a confiança aumenta a cada notícia, além do apoio de diversas empresas. É engraçado notar que esses desenvolvedores já trabalharam na franquia Need For Speed, que nunca foi e nunca será simulador (o que de forma nenhuma é ruim), e pelo jeito nunca tiveram liberdade para trabalhar como queriam, fazendo algo grandioso, ao que parece. Essa grandiosidade está também no fato de que o jogo sempre estará em “beta”, sempre estará sendo desenvolvido, ganhando mais pistas, mais carros, como já vem acontecendo desde o início.

E se o início já era bom, imagine o jogo depois de dois anos de trabalho. Imagine não, veja. Abaixo consta um vídeo comparativo dos dois períodos, usando o mesmo veículo (BAC Mono) e correndo na mesma pista (California Highway). É simplesmente absurdo. Eu, como viciado em jogos de corrida, mal posso esperar por ele, e anseio que todo o prometido se cumpra, que não seja mais um jogo B abandonado e com futuro que nunca virá (oi, Assetto). E que também não venha entupido de bugs.

Entrada: Project CARS (Simulador de Corrida).
Sobremesa: Sony vai trazer tudo e mais um pouco pra Gamescom.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.