Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


“O besuntado de Tonga”, daí dizem não, não é xenofobia, é piada. Pita Nikolas Taufatofua está “besuntado” por uma tradição do povo dele, é como seus ancestrais iam pra guerra, e o “jornalismo” brasileiro tá rindo do cara, saca, e todo mundo tá rindo do cara desde a Rio 2016. E rindo dele riem de todo um povo. O nome disso é preconceito, amiguinhos. Não tem outra definição não.

E se a mídia tivesse uma abordagem diferente ao invés de criar pro cara o título de “besuntado de Tonga”, e apenas explicasse o porquê daquilo e fim, deixasse o cara em paz, será que a população ficaria “zoando” ele? Obviamente não. Mas agora, todos os jogos Olímpicos que Tonga participa e o cara carrega a bandeira seguindo suas tradições, lá vem a porra da “piada” de novo.

Pita não tem nem nome mais, e quando o nomeiam é brevemente, pra logo voltarem a chamá-lo por seu “apelido carinhoso”. E o mesmo ocorre com pessoas pretas, pessoas indígenas, com caipiras/matutos/roceiros, nordestinos, nortistas… São tudo, menos eles mesmos. Suas identidades e sua cultura não valem nada. Suas tradições são motivo de chacota. Bem como a cor de sua pele.

 

 

 

 

 

 

 

Pra complementar indico uma leitura que vi na página da Tia Má: https://www.facebook.com/dicasdatiama/photos/a.1038448752856447.1073741828.1034691449898844/1816074095093905/?type=3&hc_location=ufi

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.