Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Assisti ao trailer de Nunca Diga Seu Nome com a impressão de que eu já tinha visto esse filme em vários lugares, é tanta referência, a filmes antigos e novos, que não dá nem pra citar tudo, tem Candyman, Sexta-Feira 13, A Hora do Pesadelo, Corrente do Mal, A Entidade e da pra enxergar, também, um pouco de Premonição e Pânico.

A diretora Stacy Title é ligada a uma série de terrores trasheiras da década de 90, então, de pronto, o emaranhado de referências e o conhecimento exacerbado não vem do nada. E Jonathan Penner, o roteirista, trabalhou com ela em pelo menos uma ocasião e tem uma lista de séries e trabalhos em sua carreira. Já Robert Damon Schneck, escritor da historieta que gerou o filme, é o único estreante por aqui. Bem, eu curto filmes de terror, e curti o trailer apesar de toda clichezeira, pois no fim acaba por ser uma grande homenagem ao cinema trash oitentista, confiram aí:

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.