Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Se você fosse um deputado já estaria sabendo da existência da banda de electro pop suíça Kadebostany, mas presumo que, como eu, você não é deputado, então estou aqui para apresentar essa delícia que o Spotify, aquele lindo, me indicou para ouvir. Kadebostany, que fundou uma nação fictícia para si, a República de Kadebostan, não é apenas uma banda de pop eletrônico/synthpop, vai muito além disso, e eu não sei precisar pra vocês quantos estilos musicais é possível encaixar nas suas produções, mas imagine se juntássemos Amy Winehouse e Adele, uma boa dose de rap, instrumentos de sopro com uma pegada meio mariachi-polca-cazaque-espanhola (???), um DJ, sintetizadores, sampleadores e uma guitarra.

Kadebostany é essa mistura absurda e original, que entrou em tour em 2014 vagando por países que nem de longe circundam o Brasil, sendo o mais próximo Canadá. O álbum Pop Collection é impecável, daqueles que te fazem questionar “Por que raios eu não ouvi isso antes?”, e ouvir ele do primeiro segundo ao último, na ordem, deixa ainda mais impressionante a capacidade do DJ/produtor/instrumentista Kadebostan, em construir uma história com tantos elementos sonoros ao mesmo tempo.

Amina Cadelli, a vocalista, consegue imprimir notas que se assemelham as duas cantoras citadas antes, ampliando ainda mais a musicalidade da banda ao transitar pelo rap, pelo pop, pelo R&B, pelo soul, pelo blues e pelo jazz. Pra mim, Cadelli é um achado tão importante quanto a própria banda, e não sei se minha paixão por Kadebostany seria a mesma, a primeira ouvida, se a cantora fosse outra. E por último, mas não menos importante, deixo alguns clipes da banda que são tão belos quanto a própria sonoridade, além de dois vídeos acústicos, um live e o álbum que está no Spotify:

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.

Kadebostany: nem só de contas irregulares vive a Suíça
Quantas paçocas vale o álbum Pop Collection?
10Nota
Nota do Leitor: (1 Voto)
10.0
  • Alexandro Silva Sousa

    Bom saber que, além de mim, mais alguém se interessa por essa banda. Conheci a Kadebostany ao acaso, quando dirigia escutando a rádio Antena 1.

    • Paulo Carvalho

      Fala Alexandro! Tô há um tempão pra responder teu comentário e sempre esqueço. Pois é, excelente a banda, mas não sei se tu ficou sabendo: a Amina saiu, e me parece que saiu porque o Kadebostan é meio escrotinho. Ela escrevia também as letras da banda e a voz dela era um dos motivos pelo qual eu curtia o som. Apesar da notícia ruim, ela fundou um projeto solo e no dia 22 desse mês foi lançado o primeiro single! https://www.youtube.com/watch?v=pwN2LvwVxn0