Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Jordan, o maior jogador de basquete de todos os tempos, não me com com essa de LeBron e o diabo a quatro, pois Jordan, até o momento, é insuperável (no basquete, claro). O cara fazia mágica e só quem viu ele jogar sabe do que estou falando. E desde os primórdios ele é patrocinado pela Nike, sempre lançando o famoso “Nike Air” com sua assinatura, e seguindo a tradição, por mais um ano, eis que surge o tênis de uma lenda e que também já se tornou uma.

Mas pera, o que o PS4 tem a ver com isso? O tênis vai funcionar com o “Kinect” em jogos de basquete? Opa, mas o “Kinect” é do Xbox! E aí eu pensei: “Nah, tem alguma moral, o tênis deve coletar dados de atividades físicas, dos jogos, de impulso, de velocidade, essas coisas, e depois mostrar isso em áudio/vídeo; algo ele tem que fazer com essas entradas HDMI”. Sim, ele tem entradas HDMI, vem com um cabo, e não, ele não faz absolutamente nada com elas. Hein? NADA!

Temos aqui a ação de marketing mais inútil do universo, ou não, porque de tão inútil as pessoas vão acabar falando nela. Como todos sabem o tamanho do tênis de pessoas que jogam basquete é proporcional a sua altura (e talvez você pensado bobagem aqui), sendo assim o transporte, geralmente, é um problema. É costume, então, que os cadarços dos pares sejam unidos formando uma alça, para que eles sejam carregados com algum conforto. Entenderam pra que funcionam as duas entradas HDMI e o cabo?

Exato, é uma alça, e apenas isso. Eu sinceramente não me recordo de algo tão idiota assim implementado em um equipamento profissional, que pode até facilitar o desgaste da parte traseira do tênis, além de quebrar o visual do mesmo (mas o designer que fez achou “cool”). Para associar o tênis a marca eles poderiam ter sido bem mais criativos, fazendo o que eu disse, por exemplo, ou ter colocado só o logo, adaptado o nome como fizeram e deixado ele todo preto com uma risca de outra cor (representando a luz do PS4). Sei lá, tudo menos isso, ainda mais se considerarmos que o tênis custa 950 Dólares (yep, isso mesmo).

No fim salva a caixa e o nome do tênis, porque ele nem é tão bonito assim. Confira mais imagens na galeria abaixo:

 

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.