Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


vários países africanos foram atingidos pelo ebola num total que passa de 10.000 mortos;

…milhares de pessoas do Brasil foram vítimas da tragédia de Mariana;

milhares ficaram desabrigados, sem água e com esgoto invadindo suas casas no RS;

…estudantes mexicanos marcharam contra a morte de 43 outros chacinados pelo comando do tráfico e entregues a eles polícia local;

148 estudantes quenianos foram mortos pela milícia islâmica Al Shabaab ainda esse ano;

…em apenas 5 dias os radicais islâmicos do Boko Haram mataram cerca de 2000 pessoas em 16 povoados da Nigéria no início do ano;

…ontem, em mais um atentado do Boko Haram, outras 32 pessoas foram mortas na Nigéria em um atentado com bomba;

…outros 21 países, muito antes dos Estados Unidos, oficializaram o casamento igualitário;

uma das centenas de trans* foi morta no território brasileiro nos últimos anos;

a Palestina foi bombardeada no alvo incorreto “acidentalmente” nos últimos anos;

ocorreu um terremoto absurdo no Nepal que matou milhares de pessoas;

…ocorreu um dos terremotos do ano no Chile que deixou 14mil desabrigados;

…lá no começo os refugiados sírios, incluindo crianças, apareceram boiando nas praias;

…a Turquia foi vitima do Estado Islâmico em duas explosões que mataram mais de 100 pessoas.

Vocês podem não querer acreditar, mas a indignação seletiva existe, e, apesar de vocês poderem achar que o que eu digo é com vocês, por causa das bandeiras, não é, não diretamente. Vocês, assim como eu, são seres microscópicos dentro dos sistemas em que vivemos hoje. Nosso poder, mesmo que unidos, não está nem perto do daqueles que juntam 1% da população mundial. Basta se perguntar por que o Facebook​, por exemplo, não fez nenhuma das ações citadas acima, muito embora tenha conseguido deslocar uma equipe para desenvolver, em menos de uma hora após os eventos ocorridos em Paris, um localizador de amigos via GPS para saber onde seus entes queridos e pessoas conhecidas estavam. Se estavam bem ou não, se movendo ou não. Qual o interesse de alguns casos serem ignorados e outros não? Por que vocês chamam as pessoas que apontam isso de chatas e em outras causas se unem e apoiam? Até que ponto vai a empatia?

Mas não, não me levem a mal, eu não vou no seu post te dizer “blá, blá, blá, quando aconteceu isso, blá, blá, blá”, e ninguém deveria fazê-lo, já que isso, por si só, é uma forma de agressão. A bandeira, como muitos disseram, não vai solucionar nada, mas, como outros tantos que a usaram observaram, indica essa tal de empatia e chama a atenção de uma forma ou de outra. Eu não uso mais porque se for usar uma vou me sentir na obrigação de usar todas, mas, se você quiser e puder, use, só não se esqueça de pensar nos porquês de alguns terem essa representação e outros não. Não ignore os pormenores. Pode não ser um rio tão doce assim. Pode ter lama demais no fundo. Cimentada, matando tudo que toca, extinguindo a vida. Desaguando no mar, poluindo a água que você bebe e te banha. E, dependendo da exposição, pode te cegar.

Rússia acertando os alvos do Estados Islâmico, aquele grupo de radicais compostos por senhoras com bebês de colo,  em outubro desse ano:

شاهد | آخر ما وثقته عدسة الشهيد الإعلامي جمعة الأحمد (أبو النور) مدير مكتب وكالة شهبا برس في بلدة حيان بريف حلب.حيث استهدفت طائرات الاحتلال الروسي بأربعة غارات جوية بلدة حيان بريف حلب يوم الثلاثاء 27 تشرين الأول 2015، استطاع خلالها تصوير ثلاثة غارات جوية وفي الغارة الجوية الرابعة اغلق عدسة كاميرته إلى الأبد.للمشاهدة على اليوتيوب:https://youtu.be/mJ3Sw3uMB_4 #سوريا #حلب #Syria #Aleppo---------------------------------------------------------------Watch the last video filmed by Juma Al-Ahmad (Abu Noor), Director of Shahba Press in the town of Hayan in Aleppo Suburb. on Tuesday October 27th 2015, Russian Airforce attacked four times the city of Hayan. Juma Al-Ahmad managed to document with his camera three strikes, however the fourth one, the camera has been shut forever. Al-Ahmad died while trying to tell the Story of his country to the world. He pass away but his camera is alive to be a witness to the atrocities in Aleppo.Watch on YouTube:https://youtu.be/mJ3Sw3uMB_4---------------------------------------------------------------Estas son las ultimas imagenes captadas por Jumaa al-Ahmad (apodo Abu al-Nur), director de la agencia Shahba Press en el pueblo de Haian en la provincia de Alepo. Aviones rusos llevaron a cabo cuatro asaltos aéreos contra zonas civiles en el pueblo el día 25 de octubre de 2015. Jumaa al-Ahmad (Abu al-Nur) pudo filmar tres asaltos, y murió durante la cuarta, apagando su cámara para siempre.Ver en YouTube:https://youtu.be/mJ3Sw3uMB_4

Posted by ‎وكالة شهبا برس‎ on Quinta, 29 de outubro de 2015

[O CONTEÚDO ABAIXO PODE CHOCAR] Esses são os terroristas bombardeados no Irã em março desse ano, de mochilinhas nas costas e usando fraldas:

هؤلاء هم الارهابين الذين يستهدفهم #طيران #غلام_طهران لحظة هروب الاطفال من المدرسة بعد استهداف طيران #غلام_طهران أسفر عن وقوع جرحى من الأطفال العصافير الابرياء في المشفى جراء قصف حسبنا الله ونعم الوكيل#ديرالعصافير #الغوطة_الشرقية اليوم#جرائم_الارهابي_الاسد

Posted by ‎شبكة الثورة السورية‎ on Terça, 10 de março de 2015

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.