Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Como confiar em mais uma difícil adaptação promovida pela empresa responsável por uma infindável quantidade de adaptações de merda? O agente secreto de número 47 e código de barras na nuca já tentou ver a luz do sol em outra oportunidade, mas mesmo com uma legião de fãs fieis o estúdio resolveu que era uma boa inventar demais, adaptar além da conta, e em 2007 tivemos aquela coisa que chamam de Hitman, de onde só se aproveita a atuação de Timothy Olyphant, tão robótico quanto o personagem. 

Mais uma vez outro ótimo ator assume um papel, e Rupert Friend já o encena na série Homeland, bastava raspar o cabelo e vestir um terno. De novo temos efeitos demais, explosões demais, cenas de ação demais, invenções demais. O novo trailer é até melhor que os outros, pois mostra uma série de cenas em que o 47 de Friend usa recursos de furtividade, mas repito: como confiar na Fox? Especialmente em meio a confusão chamada Quarteto Fantástico, que tinha trailers bem legais também, fica difícil, e depois de um tuíte do diretor do Quarteto, Josh Trank, ficou ainda mais claro que a culpa da Fox no papelão que os fantásticos vem fazendo nos cinemas é ainda maior do que se pensava. Como sempre, o estúdio interferiu o tempo todo na produção do filme, de última hora, em cima da hora, no meio do processo, fez Trank surtar e não o demitiu, sacou o diretor no meio da produção e refilmou cenas (Kate Mara, que já tinha cortado o cabelo, teve que usar uma peruca bizarra por causa disso), e Trank, mesmo assim, continuou creditado num sinal claro de “manda quem pode e obedece quem tem juízo”.

quartetofantasticotrank00

É difícil saber o que será do Quarteto Fantástico agora, e certamente um crossover com X-Men seria a opção mais adequada para dar um up no bagulho, salvar os heróis do poço onde foram jogados, mas com os mesmos atores? Ninguém sabe. Devolver pra Marvel? Jamais! A Fox detesta o pessoal da casa das ideias e a ameaça de ver os direitos retornando para lá. E então eu repito: como confiar nesse estúdio para tentar recriar nos cinemas, mais uma vez, uma história tão complexa quanto a do Agente 47? Mais uma vez vão querer atingir um público além dos fãs do jogo, mas estes já tem trabalhos competentíssimos nas franquias 007, Bourne e Missão Impossível, sendo assim, a Fox deveria voltar seu foco em fazer aquilo que os fãs querem e não aquilo que supostamente vá dar dinheiro. Já erraram fazendo isso antes, já erraram fazendo isso agora, e vão errar fazendo isso de novo. Depois da chuva de merda que eu li sobre os bastidores do Quarteto, algo que daria um bom filme documentário, eu não tenho como confiar em nada que venha deles, nem em Hitman, nem em X-Men com aquele Apocalypse saído dos Power Rangers. Ironias e rabugices a parte, confira o trailer bacanoso:

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.