Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


    É difícil tomar uma atitude em caso de acidente, especialmente quando esse envolve uma situação de perigo iminente não apenas para os envolvidos, mas para qualquer um que possa vir a chegar perto. No forte acidente em questão existem três complicadores: ferragens que impossibilitaram a saída dos ocupantes do carro, a perna quebrada do vô e condutor, além das chamas que consumiam o carro e poderiam causar uma explosão.

    O senhor desce do caminhão apressadamente, sem nenhum equipamento de segurança além do extintor, e vai em direção ao carro e não fosse sua coragem, especialmente a dele, vô e neta teriam morrido queimados, pois dá forma que o acidente se deu, o aconselhável seria chamar socorro e manter distância. Apesar da data constante no vídeo, o acidente é recente, ocorrido esse mês. E é possível notar que logo depois que os ocupantes são retirados as chamas tomam conta do carro e mesmo com a rápida chegada dos bombeiros não sei se daria tempo de salvar os dois ocupantes.

    Pior é notar que se ele não tivesse tomado a atitude ninguém mais teria movido uma palha e além disso temos a pessoa da van que prefere continuar seu caminho inalterado, deixando o acidente para trás.

     

    Acabei me lembrando desse acidente que com certeza não daria pra proceder da mesma forma:

    Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.