Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


“Mas será que ele vai ficar com o moleque do lado o jogo inteiro?”, ao que tudo indica, sim! O site Polygon divulgou uma matéria completa sobre o jogo com entrevista dada pelo diretor criativo Cory Barlog e revelações consistentes sobre a nova fase do anti-herói mitológico do Santa Mônica Studio foram feitas, dentre elas o fato de que o jogo é, sim, sobre paternidade, sobre a relação de Kratos com seu filho, sobre seus erros como pai e marido no passado. É, também, consequentemente, sobre a evolução de Kratos como pessoa, é sobre maturidade e responsabilidade.

Quem acompanha a história do personagem sabe muito bem como ele é uma pessoa desgraçada da vida, sabe, também, como ele foi manipulado por Ares para assassinar sua própria família, levantando sua ira numa das sagas mais bem sucedidas e mais bem construídas dos videogames. Com uma história impecável, do início ao fim, Kratos se vingou de um por um dos deuses e deusas do Olimpo, ascendeu e caiu por mais de uma vez, e matou todos, incluindo os Titãs. Um rastro de sangue foi deixado do início ao fim dentro das páginas da mitologia grega, mas é possível observar que ele nunca foi nem pai e nem marido presente, ele era, na verdade, negligente, obstinado, ambicioso, obsessivo e violento, e expôs isso durante seu ato de vingança. E os eventos que agora ocorrem, posteriores a God of War 3, são a conta a ser paga pelos estragos que ele causou durante sua sede de vingança.

A criança que vemos no trailer ainda nos será apresentada de forma devida, e provavelmente nós só saberemos quem de fato ela é após jogar quase todo o jogo, além disso, Barlog disse que o nome de sua mãe não pode ser revelado por ser importante para história. Athena? Afrodite? Com quantas mulheres Kratos pode ter transado durante sua violenta cruzada? Com Afrodite sabemos que sim, com outras tantas pode ser que sim. Digo que se ele é OBRIGADO a cuidar e treinar a criança, não é apenas por remorso, é porque essa criança é filha de uma deusa, pode ter certeza. Se pode ser uma deusa da mitologia nórdica eu não sei, a verdade é que, ao que parece, Kratos não tinha uma só família, e sua ascensão e poder divino pode ter feito sua falta de responsabilidade, nesse sentido, aumentar ainda mais. Quantas famílias ele tinha ou têm?

Sobre o game: estou curioso para saber como funcionará a dinâmica entre pai e filho para o jogador, já que no trailer é possível ver que o menino recebe pontos de experiência a cada ação que conclui em parceria com o pai, possivelmente ficando cada vez mais independente durante as batalhas do novo God of War, e, supostamente, é bem provável que ele vá conhecer uma face desse pai que ainda não viu durante essas batalhas. Inimigos do passado vão surgir para jogar verdades no ventilador? As mitologias vão se mesclar? É esperar pra ver. E, bem, sempre existe a possibilidade de matarem mais alguém relacionado a ele, mas eu duvido, acho que a possibilidade de o menino ser um semi-deus é grande.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.