Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Não vi Fragmentado ainda, e realmente não é por causa desse filme (que pode ser tudo de bom) que estou escrevendo o post, mas sim porque FINALMENTE o Shyamalan resolveu fazer uma continuação para um dos melhores filmes de herói da história do cinema: Corpo Fechado. Um dos melhores filmes do Shyamalan depois que ele começou a oscilar entre trabalhos bons e grandes fracassos.

A verdade é que minha opinião sobre essa pressão em cima de Shyamalan não passa de mera perseguição. Obviamente ele fez filmes horríveis como Fim dos Tempos e Depois da Terra, que invariavelmente são citados nas listas de piores filmes de todos os tempos, mas não podemos deixar de considerar os excelentes trabalhos do cara antes disso.

E mesmo depois, Shyamalan ainda escreveu dois ótimos filmes de terror (tendo dirigido um deles também): Demônio e A Visita, que foram execrados pela critica e eu realmente não vejo motivo para tal. A Visita, em especial, é um filme genial, pois traz para a tela um terror com o qual não estamos acostumados: realista, abordando a bizarra história de dois idosos com sérios problemas psiquiátricos (dentre outras enfermidades) que são visitados por seus netos.

Agora Shyamalan regressa para um de seus filmes mais louvados e com maior número de fãs, Corpo Fechado, que utiliza muito bem, também de forma bastante realista, a dinâmica entre herói e vilão. É um filme simples, sem milhões de dólares investidos em efeitos especiais, e que de maneira absolutamente trágica nos entrega aquele que talvez seja um dos vilões mais doentios que eu já vi em filmes.

Resta saber, agora, como ele abordará essa continuação, já que tanto David Dunn (Bruce Willis), quanto Elijah Price (Samuel L. Jackson), permanecem vivos ao final do filme. Quanto de raiva acumulada ficou em Price ao ser ignorado por Dunn em sua sanha de perseguições para achar uma pessoa como ele, ou parecida com ele, e o que isso acarretará.

O detalhe é que no anúncio Shyamalan disse que os universos de Corpo Fechado e Fragmentado se colidirão no terceiro filme, ou seja, é um filme que continuará os dois filmes, e o nome dele será Glass (quem assistiu Corpo Fechado pode imaginar o suposto porquê desse nome).

Como essa junção vai funcionar? Vamos ter que esperar pra ver. E vamos ver com o retorno dos atores e atrizes principais de ambos os filmes, algo já anunciado por Shyamalan também. E já tem data de estreia prevista: 18 de janeiro de 2019 nos Estados Unidos.

BÔNUS:

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.