Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Jared Leto está levando o Coringa bem a sério, e isso nós já falamos aqui, e apesar do visual bizarro que os figurinistas e designers escolheram pra ele viver o personagem, eu fico cada vez mais ansioso para ver ele em ação. Muito disso se deve ao fato de ter ainda fresca em minha memória e nos dvds que guardo, a brilhante atuação de Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas, premiada em todos os lugares que concorreu. Não acho que Leto precise competir de forma nenhuma com Ledger, mas quero muito ver o que ele nos entregará, como será o seu Coringa.

Se nos basearmos nas notícias que pipocam o tempo todo sobre os bastidores da gravação de Esquadrão Suicida, o mínimo que se pode esperar dessa atuação é que ela seja assustadora e violenta, sendo que um terapeuta foi contratado para prevenir que algo similar ao que ocorreu com Ledger se repetisse, para que os atores não ficassem presos em uma depressão por causa dos seus papéis. Mas a verdade é que, pra mim, a preocupação central é com Leto, visto que depoimentos após depoimentos, o que se diz é que os outros componentes do grupo estão com medo dele, já que sua imersão de sempre acontece dentro e fora dos sets de filmagem.

No último episódio desse mergulho dentro do maior vilão da DC, Leto mandou presentes para cada um dos atores e atrizes de Esquadrão Suicida, cada um desses presentes acompanhados de uma carta escrita por ele, sendo o mais Coringa deles enviado para Margot Robbie, interprete de Harley Quinn: um ratinho dentro de uma caixinha, vivo. Não se sabe qual foi a reação da atriz ao presente, mas outros atores compartilharam a situação com bom humor, é claro que nenhum dos outros ganhou um rato, Will Smith ganhou munição para sua arma, por exemplo. De qualquer forma faz sentido o inusitado roedor considerando a relação Coringa/Harley. E agora todos sabemos do que se tratavam as fotos abaixo postadas um mês atrás:

Meet my new roommate. He knows Karate, writes haikus and enjoys transformative meditation.

A photo posted by Jai Courtney (@jaicourtney) on

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.