Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Eu realmente não sei qual é a moral de colocar um dançarino profissional numa competição de estrelas que, em geral, entendem lhufas de dança e se esmeram no palco para alcançar o melhor possível. Tá, a moral é clara, audiência, porque se aqui veneram o “Carlton”, imagine nos Estados Unidos, terra de origem de um dos seriados mais famosos do mundo, sendo que o personagem de Alfonso é um dos mais marcantes de todos os tempos. Exagero? Duvido muito, “Carlton” é motivo de gif, de pagação de mico geral, pois muitos já tentaram fazer sua dancinha, além da eternização de vários hinos de Tom Jones.

Poucos sabem, mas Alfonso é de fato dançarino, apesar de toda zoação, tendo feito inclusive um comercial famoso da Pepsi com ninguém menos que Michael Jackson, sendo considerado, na infância, uma versão mini do ídolo. Alfonso era garoto propaganda de brinquedos que te ensinavam passos de Mr. Jackson, todavia foi só em “Um Maluco no Pedaço” que veio a absurda fama, e Alfonso é adorado até hoje por causa disso.

Chega ser injusto botar o cara pra dançar com outros artistas não tão competentes, mas parece que ele tem levado tudo como uma grande brincadeira, e num dos últimos programas, no momento que provavelmente todos esperavam, Alfonso expulsou o “Carlton” que a gente sabe muito bem que ainda existe ali e em todos os nossos corações de fãs. É apenas sensacional ouvir a clássica música de Tom Jones tocando e os passos escrachados se encaixando.

BÔNUS TIME:

HIT COMBO!

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.