Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Coitadinho do Neymar que morreu para proteger outras 30 pessoas na queda de um viaduto.

Coitadinho do Neymar que, com 16 anos, pariu seu filho no chão, fora do hospital.

Coitadinho do Neymar que perdeu seus 242 filhos em um incêndio numa casa noturna super lotada e não fiscalizada.

Coitadinho do Neymar que perdeu sua casa e pertences no incêndio da Vila Liberdade.

Coitadinho do Neymar que é responsável pela educação de uma país mesmo trabalhando em condições precárias e recebendo salário de merda/atrasado.

Coitadinho do Neymar que teve que dormir ao relento porque foi despejado de sua casa sem ter pra onde ir.

Coitadinho do Neymar que morreu na construção de um estádio feito as pressas e com dinheiro público.

Coitadinho do Neymar que perdeu todos os seus pertences na inundação de um bairro por causa do rompimento de uma barragem mal feita.

Coitadinho do Neymar que foi espancado até a morte por causa de um boato surgido no facebook.

Coitadinho do Neymar que foi torturado e morto em uma Unidade de Polícia PACIFICADORA.

Coitadinho do Neymar que foi espancado pelo namorado, queimado vivo junto com os filhos e depois atirado pela janela do terceiro andar.

Coitadinho do Neymar que foi morto pelo pai, madrasta e assistente social.

Coitadinho do Neymar que foi morto pela mãe e pelo padrasto ao ser espancado e ter óleo quente jogado no corpo.

Coitadinho do Neymar que foi atropelado, quando idoso, por viatura da PM que fugiu sem prestar socorro.

Coitadinho do Neymar que quando adolescente se matou após ter fotos íntimas divulgadas na internet.

Coitadinho do Neymar que foi condenado a 5 anos de prisão, sendo negro e morador de rua, por portar um frasco de pinho sol e outro de água sanitária (supostos ingredientes para explosivos).

Coitadinho do Neymar que quando adolescente foi estuprado por 10 homens de uma banda de pagode.

Coitadinho do Neymar que foi estuprado em um ônibus coletivo no Rio de Janeiro.

Coitadinho do Neymar que veio a turismo para o Rio de Janeiro, foi sequestrado junto com a companheira e essa foi estuprada 8 vezes em uma van.

Coitadinho do Neymar que foi dar um rolê de bike com vários amigos em um protesto e foi vitima de um psicopata motorizado.

Coitadinho do Neymar que morreu ao esperar 18 dias por cirurgia no corredor de um hospital.

Coitadinho do Neymar que por causa de uma obra da Copa no estádio Beira Rio, que não deu conta de uma chuva, teve seu asilo alagado.

Coitadinho do Neymar que foi amarrado em um poste por justiceiros, sem ter chance de se explicar e sem ter condições de mudar sua situação.

Coitadinho do Neymar que foi confundido com estuprador e espancado até a morte.

Coitadinho do Neymar que foi atirado da janela pelos próprios pais.

Coitadinho do Neymar que foi vitima de um pastor que, aproveitando de sua inocência, o estuprou.

Coitadinho do Neymar que sendo jovem, negro e pessoa com necessidades especiais, foi acusado de estupro injustamente e espancado até a morte.

Coitadinho do Neymar que foi picotado pelo ex e jogado para os cachorros comerem, mas o ex é um bom homem e acabará sendo solto para sua redenção no futebol.

Coitadinho do Neymar que morreu em um acidente numa pista de pouso com péssimas condições de segurança e voando numa aeronave cheia de desencontros de informações técnicas.

Coitadinho do Neymar que foi agredido por ser homossexual.

Coitadinho do Neymar que sofre violência dentro da própria casa todos os dias.

Coitadinho do Neymar que sofreu xenofobia por ser do Piauí.

Coitadinho do Neymar que sofreu xenofobia por ser nordestino.

Coitadinho do Neymar que foi estuprado por Gerald Thomas por “não se dar ao respeito”.

Coitadinho do Neymar que foi vítima de racismo por causa de um encontrão de jogo.

Coitadinho do Neymar que, caído no chão, foi agredido por um jogador mimado de nome NEYMAR.

neymar

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.