Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Bron/Broen, aka The Bridge, é um seriado sueco/dinamarquês que coloca a polícia dos dois países unidas para desvendar um caso que ocorre bem no meio da ponte que liga as duas nações. O seriado encaminha-se para sua terceira temporada e tem feito tanto sucesso que já existe uma versão estadunidense chamada The Bridge, estrelada pela talentosa Diane Kruger e produzida pelo FX.

Particularmente eu acho uma bosta que se façam versões de algo e aconselho que todos assistam ANTES o produto original. Vale muito a pena sair dessa zona de conforto “roliudiana” e o seriado é fantástico. De qualquer forma assim que puder assistirei também o estadunidense, pois a FX tem seus méritos (mesmo sua matriz Fox sendo um fiasco).

Indico para todos, principalmente aos, como eu, órfãos de Breaking Bad, além dos órfãos de Dexter, aos que curtem os gêneros/assuntos: mistério, investigação, policial, assassinato, ação, serial killer e terrorismo.

O ponto alto do seriado, além dele ser foda no geral, é a personagem sueca Saga, que parece sofrer de autismo, síndrome de asperges, ou coisa parecida (não existe uma confirmação disso, mas é evidente). Ela diz a verdade, é objetiva, seca, crua e isso é hilário (atuação impecável). Seu parceiro dinamarquês Martin, por outro lado, é carismático, divertido, carente e extrovertido, o que deixa a coisa ainda melhor durante os alívios cômicos do seriado.

 

 

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.

Bron/Broen
Equivalência dessa série em pão de queijo/cafezinho:
10Nota
Nota do Leitor: (1 Voto)
1.2

Sobre o Atendente

Editor chefe, administrador, fotógrafo, criativo, mediador do #FFCBoteco, cozinheiro no #FFCNaCozinha e fundador
Google+

Militância pé na porta! “Às vezes está louco na problematização”. Cru. Somente a verdade, nada mais que a verdade. Já foi ignorante e às vezes pensa que é inteligente. Viciado em: consumir informação, alguns jogos, música e sexo. Se formou DJ e Produtor Musical pela AIMEC, não era o que a família queria. Preza por água de boa qualidade (não me venha com Crystal), bem como cerveja (não me venha com Skol). Cozinha muito bem e não come animais. Mora no Cubo Mágico, QG de operações localizado em Porto Alegre, mas é mineiro e come pão de queijo enquanto ainda tiver. Torce para o Palmeiras: “Ninguém é perfeito”. Idealizador, fundador, pica das galáxias e rei do universo. Obrigado, de nada.

Lanches Similares