Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


A trilha de Vangelis sobe e o futuro distópico de 1982 dirigido por Ridley Scott invade meu cérebro e eu consigo me recordar com fidelidade de cada uma das cenas brilhantes do filme que inúmeras vezes assisti. Harrison Ford vive o blade runner Rick Deckard, que persegue quatro replicantes que roubaram uma nave e voltam para Terra a procura de seu criador. Os androides precisam ser exterminados. 

Bem a frente de seu tempo, Blade Runner utiliza técnicas de efeitos especiais espetaculares, especialmente para época de seu lançamento. Mostra um futuro com tecnologias como painéis de LED gigantescos que hoje podemos ver por aí, em nossas metrópoles. E lança mão de efeitos práticos, como maquetes muitíssimo bem detalhadas e filmadas cuidadosamente para que tenhamos a sensação de proporção adequada.  Além, é claro, da trilha sonora sintetizada de Vangelis que contorna tudo que é visual.

2049 avança no tempo espaço do universo do filme e introduz um novo personagem vivido por um dos melhores atores da atualidade, Ryan Gosling, e, além disso, exclui Ridley Scott da direção, coisa que ele não vem fazendo muito bem (desculpa, mas não vem mesmo), e coloca Denis Villeneuve no lugar. Villeneuve está para direção contemporânea assim como Gosling está para atuação, e vem de uma sequência quase ininterrupta de sucessos de público e critica: IncêndiosOs SuspeitosSicario: Terra de Ninguém e A Chegada.

É claro que pra quem cresceu assistindo Blade Runner nas mais diversas edições, com extras, remasterizadas e o escambau (e milhões de vezes), dá um medinho de que saia merda, mas depois de todo dito acho que dá pra confiar que toda aquela filosofia fantástica do primeiro não será estragada. O teaser é curtinho, mas já dá pra dar uma arrepiada:

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.