Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Eu nunca consigo jogar a porcaria do open beta de nenhum dos Battlefields, isso é um fato, já tentei, minha filha Patrícia já tentou, minha filha número dois já tentou, mas nunca dá certo, eu não tenho sorte com essa porcaria. Baixo a parafernalha toda, aquele arquivo enorme, gasto milhões de horas com aquilo, vejo meus amigos jogando, e eu? Morro numa praia, mas não com tiros de AK ou de alguma embarcação, mas sim com algum bug maligno. Se eu vou tentar mais uma vez jogar e fazer um streaming na Twitch do Fast Food Cultural? Mas é claro, é pra isso que a gente existe, pra tentar trazer conteúdo pra vocês.

Pois então preparem-se para sofrer com a gente, pois no dia 31 de agosto, mais conhecido como quarta-feira, a EA liberará para todo e qualquer vivente o open beta deste que é o mais aguardado jogo de guerra do ano (e a gente espera que cumpra as expectarivas, obrigado de nada). A liberação ocorre para TODAS AS PLATAFORMAS, e você já pode ter certeza daquele congestionamento de sempre nos servidores da empresa, seja via PSN, Live ou Origin. O tamanho do arquivo? Boatos dizem que, para XBox One, ele girará em torno de 6Gb, então é bem possível que seja algo similar nas outras plataformas.

O mapa liberado no open beta será o do Deserto do Sinai, que virá com os modos Conquista e Ataque (Rush), podendo serem jogados por até 64 players (32 de cada lado). Os jogadores poderão utilizar montarias, aviões e o mapa conta com um trem blindado (tipo aquele trem bacaninha que o nazismo fez com a maior arma já construída na WWII, a Gustav Gun, ou quase). Ainda são desconhecidos, também, os requisitos do sistema para que o jogo rode em PC, algo que não consta nem no site da Origin.

O lançamento oficial de Battlefield 1 acontece no dia 21 de outubro desse ano.

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.