Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


    Tá um mimimi essa coisa com o Batman v Superman, gente, que feio, parece que os primeiros filmes da Marvel (Fox, Sony e Marvel Studios/Disney), e até os últimos, foram o suprassumo dos filmes de heróis, cheios das conexões de um filme pro outro e com altíssima fidelidade aos quadrinhos (politica/filosófica/representativa/social). Claro, aham, senta lá, Cláudia. Vamos pegar lá os melhorezinhos do início: Homem de Ferro e Capitão América, quais as conexões? Easter eggs? Cenas pós-créditos? Personagens coadjuvantes/quase suprimidos aparecendo nos dois filmes? Um flerte com a Pepper Potts? Junção em os Vingadores? Opa, esse é outro filme independente desses dois.

    Poxa, Paulo, mas um se passa no passado e outro no presente, hmmmm, tá, Homem de Ferro 2, Thor 2, Capitão América 2, Vingadores, Guardiões da Galáxia, Vingadores 2, eu quero ligações, muitas, várias, consistentes, que vão além de easter eggs bobinhos e cenas pós-créditos. Quero algo do tipo Superman destruindo toda uma cidade e tendo que ser apartado num outro filme pelo herói da cidade vizinha; quero ligações do tipo Aquaman ajudando no fundo das águas durante toda treta do Zod tentando foder a gravidade da Terra; quero Lex Luthor fazendo essa galera se enfrentar como se quisesse ajudar; quero algo como o Batman largando tudo “rapidão” e indo atrás do Coringa no Esquadrão Suicida depois de resolver a parada no filme anterior; quero a Mulher Maravilha aparecendo e salvando geral de uma catástrofe; quero que o Coringa fuja e gere arco para um filme solo do Homem Morcego… Todavia o roteiro está pobre, disseram, a amarração do universo está fraca, disseram, mas então o que sobra pra Marvel/Disney, meus amigos? Onde se encontra a amarração? Existem furos, diversos, enormes, assim como nos X-Men da Fox, assim como no Homem-Aranha (as duas fases) da Sony, e por aí vai. Daí já tem gente comparando com o último O Quarteto Fantástico: calma aí, né. Calma aí! Aquilo ali é uma bomba nos mais diversos sentidos, poderia ter dado certo, mas deu muito errado.

    E aqui identifico o maior dos erros: vocês querem um UNIVERSO, mas estão lendo os filmes da DC como a MARVEL faz os dela, como filmes singulares, que não necessariamente precisam ser vistos como um todo para serem compreendidos. Isso não é um universo. Pra mim a Marvel só está conseguindo fazer amarrações agora, e só porque a concorrência apertou o passo, já que antes eles estavam bem confortáveis no mercado. Eu adoro os filmes da Marvel, não pensem que não, tenho BD do Homem de Ferro, acho Guardiões genial, Deadpool o melhor e Primeira Classe excelente (para citar alguns). Também gosto dos easter eggs bobinhos e das cenas pós-créditos, fico lá plantado, acho lindo, tenho orgasmos múltiplos, e a DC realmente estava atrás, mas isso tudo é pra dizer pra vocês pararem com o fanboyzismo! Vão se divertir! Pois nenhum desses filmes é dito cult, premiado em circuito, ou coisa parecida, nem nunca será. Aproveitem mais o dinheiro de vocês, sejam felizes, menos azedos, menos criticos de cinema frustrados que não ganharam uma festa de aniversário do Batman quando eram crianças. Sejam criticos como o filho do nosso colunista Thiago Neves:

    Pai, esse filme da DC foi tão bom, mas tão bom, que eu quase caguei na calça de alegria (Critica 10/10).

    E mesmo os fãs da DC, o que vocês esperavam de um blockbuster? Aquilo que os fãs da Marvel estão esperando desde… E os fãs radicais de Star Wars queriam ter visto o ano passado? E os fãs de Godzilla em 2014? E os fãs de… Se o filme tivesse sido um lixo, como foi o Quarteto, ou Wolverine, ou aqueles Batmans lá que você sabe quais, ou parte da segunda trilogia de Star Wars, tudo bem, vá lá. Mas não. Ah, vocês querem o Nolan de volta, o Bale, o Keaton, o Bryan Kranston como Lex, NÃO VÃO TER! Então engulam o choro, a construção do universo está no início, está ficando foda, e estamos tendo a oportunidade de ver quadrinhos no cinema. Fim.

    Obrigado.

    Passem bem.

    Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.