Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


Energia limpa e barata é o que todos querem, mas as opções para gerar energia doméstica por conta são caras e/ou barulhentas.

A start-up The Archimedes parece ter resolvido o problema do ruído, pelo menos na tecnologia eólica, e ainda com um aproveitamento considerável em relação ao espaço que o catavento ocupa.

A empresa afirma que a turbina Liam F1, instalada em um local alto como um telhado, poderia gerar 1.500 kWh de energia em velocidades de vento de 5m/s, o suficiente para cobrir metade do consumo de energia de um uma família média.

Acompanhamento recomendado: Turbina Eólica Inflável

Quando utilizada em combinação com painéis solares na cobertura uma casa, poderia funcionar fora da rede, pois quando há vento se utiliza a energia produzida pela turbina e quando o sol estiver brilhando as células solares produzirão também, assim afirma o CEO Richard Ruijtenbeek Arquimedes.

O lâminas são em forma de uma concha de Nautilidae. A concepção permite que seja possível apontar precisamente para a direção do vento e capturar a maior quantidade de energia possível, ao mesmo tempo, produzindo o mínimo de ruído. O inventor Marinus Mieremet diz que o aproveitamento é de 80% da energia que poderia ser extraída a partir da força do vento.

Outros projetos da mesma empresa estão em andamento, como cataventos menores para postes de iluminação com LED, para uso, por exemplo, em barcos.

 

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.