Esse prato não sairia do forno sem o financiamento de: Tiago Pariz Almeida!
Quer ver seu nome aqui? CLIQUE e saiba como.


A primeira vez que ouvi falar dessa porra foi ontem, e eu pensei: “É SÉRIO?”, não, porque, olha… Nem sei bem o que dizer, isso é tão escroto e tão mal planejado que fica difícil entender como é que alguém teve a brilhante ideia. Tão difícil de acreditar que eu acabei indo atrás de mais informação para chegar a conclusão de que realmente isso existe e é muitas vezes feito com aviões para poupar custos com métodos mais adequados e eficazes, como é o caso do mesmo método feito através de um helicóptero.

O custo de um helicóptero é muito mais alto em diversos sentidos: manutenção, pilotagem particular, aluguel, combustível… Mas de forma alguma justifica o que é feito nesses vídeos, algo que pelo jeito acontece com frequência e é o tipo de coisa que a gente não fica sabendo. Eu não sabia, pelo menos. E é possível notar nos vídeos que boa parte dos peixes caem no local errado, e restos continuam caindo mesmo depois de uma leva ser liberada.

Fui atrás de informações e descobri que a cada soltura de alevinos perde-se em torno de 13Kg de filhotes. Não faz sentido. Quanto pesa um filhote? 10 gramas? 20 gramas? Façam as contas para chegar na quantidade de mortes. É ridículo pensar que isso é benéfico. E tem mais: a soltura da forma que é feita mata uma parte, o baque com o ar numa velocidade mínima de 180km/h mata outra parte, o impacto na água mata mais uma parte, a diferença de temperatura da água que eles estavam passando rapidamente para a água do lago, sem mistura, mata ainda mais. Então qual a moral?

Ineficaz e cruel.

 

 

 

Achou nossa mensagem importante e quer que ela chegue em mais pessoas? Ajude o Fast Food Cultural a crescer, seja um financiador! Você pode contribuir com o projeto através do Patreon ou Apoia.se, acesse os links, confira nosso vídeo, nossos objetivos, leia outros textos nossos e faça parte da nossa família.

Sobre o Atendente

Coordenador e gerador de conteúdo
Google+

Militância pé na porta! "Às vezes está louco na problematização". Cru. Somente a verdade, nada mais que a verdade. Já foi ignorante e às vezes pensa que é inteligente. Viciado em: consumir informação, alguns jogos, música e sexo. Se formou DJ e Produtor Musical pela AIMEC, não era o que a família queria. Preza por água de boa qualidade (não me venha com Crystal), bem como cerveja (não me venha com Skol). Cozinha muito bem e não come animais. Mora no Cubo Mágico, QG de operações localizado em Porto Alegre, mas é mineiro e come pão de queijo enquanto ainda tiver. Torce para o Palmeiras: "Ninguém é perfeito". Idealizador, fundador, pica das galáxias e rei do universo. Obrigado, de nada.

Lanches Similares